quinta-feira, 31 de maio de 2007

Ciúme I

No braço esquerdo ele tem tatuado o nome dela. Que também é o meu. No meio da noite, ele me abraça e, sonhando, sussura: Maria. Olhos Arregalados no escuro, pergunto:
Maria de quê?


Um comentário:

Débora disse...

Amei!!