domingo, 15 de julho de 2007

La Haute Torture


Ela está sozinha em casa mas _dane-se_ abre a champanhe.
E nada de copo: taça de cristal _que escorrega entre os dedos e se espatifa no chão. Ha! Ela ri! Ha! Ha! Ha! Pega outra: Tim-tim!
Busca no armário seu único e legítimo Givenchy _tão lindo e decotado... Sim: um colar cai bem. Pérolas _e daí que sejam de plástico? Luxo!
Uma gotinha de Paris Paris aqui, outra ali, um gole de Chandon, um gole de gin. E música!
Dança e rodopia casa adentro, os pés nus, o chão frio.
Ela prefere sofrer assim.
Os cacos de vidro aguardam seus passos.

4 comentários:

Mariana disse...

Viva o retorno da Ílis!!
Nada como sofrer em alto estilo, é o que sempre digo...
Beijos

Ilis disse...

Gracias, Mari!

garçom, champanhe!!
:)

Débora disse...

Ô delícia de história!

Ilis disse...

muchas gracias, chica Dé.
:)